Translate

terça-feira, 31 de dezembro de 2013

Feliz 2014, pleno das "Sementes do amanhã"


Ontem um menino que brincava me falou
Que hoje é semente do amanhã
Para não ter medo que esse tempo vai passar
Não se desespere não, nem pare de sonhar

Nunca se entregue, nasça sempre com as manhãs
Deixe a luz do sol brilhar no céu do seu olhar
fé na vida, fé no homem, fé no que virá

Nós podemos tudo, nós podemos mais
Vamos lá fazer o que será

Erasmo Carlos


domingo, 29 de dezembro de 2013

Rotina

A idéia é a rotina do papel
O céu é a rotina do edifício
O início é a rotina do final
A escolha é a rotina do gosto
A rotina do espelho, é o oposto.

A rotina do jornal é o fato
A celebridade é a rotina do boato
A rotina da mão é o toque
A rotina da garganta, é o rock.

O coração é a rotina da batida
A rotina do equilíbrio é a medida
O vento é a rotina do assobio
A rotina da pele, é o arrepio.

A rotina do perfume é a lembrança
O pé é a rotina da dança
Julieta é a rotina do queijo
A rotina da boca, é o desejo.

A rotina do caminho é a direção
A rotina do destino é a certeza.

Toda rotina tem sua beleza.

Autor desconhecido, texto exibido em propaganda da Natura.

quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

Nossas mãos


Mãos que trabalham, mãos que compõem
Mãos que falam através da ação
Que a boca não tem.

Mãos que colhem o que as mãos semearam.
Mãos que viram as páginas do livro da vida
E que escrevem nele a nossa história,
A história de cada um escrita
Pelas suas próprias mãos.

Mãos que praticam a caridade,
Que se doam na necessidade.
Mãos que afagam, fazem carinho e que
Se abrem, demonstrando
O amor que vem do coração.

Mãos que sobretudo revelam quem somos,
Pelo que fazemos com as nossas mãos. 

Ismael Machado

(Do livro Folhas de Março, 2006)

segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

Amanhã!

Amanhã!
Será um lindo dia
Da mais louca alegria
Que se possa imaginar
Amanhã!
Redobrada a força
Pra cima que não cessa
Há de vingar
Amanhã!
Mais nenhum mistério
Acima do ilusório
O astro rei vai brilhar
Amanhã!
A luminosidade
Alheia a qualquer vontade
Há de imperar!
Há de imperar!

Amanhã!
Está toda a esperança
Por menor que pareça
Existe e é prá vicejar
Amanhã!
Apesar de hoje
Será a estrada que surge
Pra se trilhar
Amanhã!
Mesmo que uns não queiram
Será de outros que esperam
Ver o dia raiar
Amanhã!
Ódios aplacados
Temores abrandados
Será pleno!
Será pleno!

Guilherme Arantes
http://www.vagalume.com.br/guilherme-arantes/amanha.html


sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

Parabéns ao poeta Manoel de Barros pelos seus 97 anos, hoje, 20.12.


Acho que as águas iniciam os pássaros.
Acho que as águas iniciam as árvores e os peixes.
E acho que as águas iniciam os homens.
Nos iniciam.

Manoel de Barros

quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

2013, contudo. valeu a pena!!!


...Se por alguns segundos eu observar 
E só observar 

A isca e o anzol, a isca e o anzol...

Ainda assim estarei pronto pra comemorar 
Se eu me tornar menos faminto 
E curioso, e curioso 
O mar escuro, é, trará o medo lado a lado 
Com os corais mais coloridos 

Valeu a pena, ê ê
Valeu a pena, ê ê
Sou pescador de ilusões...

Se eu ousar catar 
Na superfície de qualquer manhã 
As palavras de um livro sem final 
Sem final, sem final, sem final, final...

Letra da música "Valeu a pena", O Rappa

domingo, 15 de dezembro de 2013

Humildade


Senhor, fazei com que eu aceite 
minha pobreza tal como sempre foi. 

Que não sinta o que não tenho. 
Não lamente o que podia ter 
e se perdeu por caminhos errados 
e nunca mais voltou. 

Dai, Senhor, que minha humildade 
seja como a chuva desejada 
caindo mansa, 
longa noite escura 
numa terra sedenta 
e num telhado velho. 

Que eu possa agradecer a Vós, 
minha cama estreita, 
minhas coisinhas pobres, 
minha casa de chão, 
pedras e tábuas remontadas. 
E ter sempre um feixe de lenha 
debaixo do meu fogão de taipa, 
e acender, eu mesma, 
o fogo alegre da minha casa 
na manhã de um novo dia que começa.

Cora Coralina


quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

No Dia do Voluntariado (05.12) a lição dos beija-flores, lindo o vídeo!

video

Não se mata a sede de viver
O futuro nunca vai ter fim
Nem que seja o sonho dos poetas
Tudo aquilo que restou pra mim
E que me conduz...

Com a ordem natural das coisas
Pelo menos aprendi
Foi a ordem natural das coisas
Que me trouxe até aqui...

(Parte da letra da música "Ordem natural das coisas" de Paulo Simões)

segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

¿Dónde estamos? Poema dedicado a los hermanos, digo, guerreros y guerreras de Latinoamérica.

(7ª tribo visitada para escrever "Sonho e pó" - Isla Negra - Chile)

No estás en Paris, ni con Hemingway, pero sí en Santiago,
y te sientes como si estuvieras con Neruda.

Él no pasó, porque vive en la mente de la gente,
en las calles muy bellas de Chile.

Tu corazón está en fiesta con los hermanos
de Latinoamérica
y también aburrido con la pobreza en todos los sitios.

Mis hermanos parecen ricos de alegría.
Alegría la cual puede no haber igual en todo el mundo.

En Chile una mujer sube al gobierno, en Brasil un operario,
en Bolivia un indígena y en Venezuela un revolucionario,
pero hay mucho por hacer.
Los pueblos claman por misericordia.
A veces no la tienen. ¿Qué pasa? ¿Dónde está?
Creo en la sonrisa de Evita, en el pensamiento de Neruda,
en los versos de Cora Coralina y siempre, siempre
hacia al cielo con todos ellos,
pues temprano partieron, nos hacen mucha falta.

Hermano, dame tu mano. ¡Ven! Vamos a buscar la libertad,
pues efectivamente no la tenemos.

William Whitman em "Sonho e pó" (2013).

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Poema


...Hoje eu acordei com medo mas não chorei
   Nem reclamei abrigo
   Do escuro eu via um infinito sem presente
   Passado ou futuro
   Senti um abraço forte, já não era medo...
   
   De repente a gente vê que perdeu
   Ou está perdendo alguma coisa
   Morna e ingênua
   Que vai ficando no caminho
   Que é escuro e frio mas também bonito
   Porque é iluminado...

Compositores: Cazuza e Frejat (interpretação Ney Matogrosso)

terça-feira, 26 de novembro de 2013

Cântico XXVI


O que tu viste amargo,
Doloroso,
Difícil,
O que tu viste breve,
O que tu viste inútil.
Foi o que viram os teus olhos humanos,
Esquecidos...
Enganados...
No momento da tua renúncia
Estende sobre a vida
Os teus olhos
E tu verás o que vias:
Mas tu verás melhor...

Cecília Meireles

sábado, 23 de novembro de 2013

sábado, 16 de novembro de 2013

Com serenidade!

Sentar-me-ia junto aos bosques, onde meditaria
Sobre a obra da natureza, com serenidade,
Entre pássaros, flores e sagrados sons.

William Whitman

terça-feira, 12 de novembro de 2013

Nossas inequações!

Se há algum problema a resolver,
o mais difícil é a si mesmo.
 Há inumeráveis equações em um só ser, parecem insolúveis...

Fernando Bandeira, Folhas Brasileiras, 2010.

(Imagem: marcospires.blogspot.com.br)

sábado, 9 de novembro de 2013

Dupla delícia!!


O livro traz a vantagem de a gente poder estar só
e ao mesmo tempo acompanhado.

Mário Quintana

quarta-feira, 6 de novembro de 2013

sábado, 2 de novembro de 2013

Una lágrima, una nota, un sentimiento! (Desde mi Buenos Aires querida!)

(Calle Florida - Buenos Aires - 6ª tribo visitada para escrever "Sonho e pó")
 
Poema dedicado aos irmãos latino-americanos
 
 Sentimiento estimula el pensamiento y
Tantas veces duele.
Un dolor intenso, doliente.
Allá bien dentro.
 
 Pudiese yo no sentir y cuanto
Evitaría tanto sufrimiento.
Pero, si yo fuese un insensible
¿Cómo tenería la satisfacción de vivir
y pensar, y querer?
 
¡Oh! Escucha, una nota se hizo eco
en el aire, una flecha cortó
el espacio, y ambas, nota y flecha
vinieron tener en el corazón.
 
 La nota me alegró y me entristeció.
La flecha, ¡ah! Esta sólo me hirió, sólo,
me ha dejado.
 
 Una lágrima, una nota, un sentimiento.
 
Do livro Folhas de Março, 2006: Ismael Machado
 


quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Em busca da sabedoria!!!


Os sábios aprendem até mesmo com os tolos,
mas os tolos não aprendem com ninguém.

Provérbio popular

domingo, 27 de outubro de 2013

Amor com tom de liberdade!!!


O amor é o único laço que pode prender o ser humano
e, ainda assim, deixá-lo livre.

Fernando Bandeira

terça-feira, 22 de outubro de 2013

Círculo vicioso


Num círculo vicioso, homem,
todos os teus esforços se consomem:
o homem que quer ser rei,
o rei que quer ser Deus
e Deus que se faz homem!

Guilherme de Almeida

domingo, 20 de outubro de 2013

O "Álibi" do poeta, no seu dia - 20 de outubro!


Não estive presente
quando se perpetrou
o crime de viver:
quando os olhos despiram,
quando as mãos se tocaram,
quando a boca mentiu,
quando os corpos tremeram,
quando o sangue correu.
Não estive presente.
Estive fora, longe
do mundo, do meu mundo
pequeno e proibido
que embrulhei e amarrei
com cordéis apertados
de meridianos meus
e de meus paralelos.
Os versos que escrevi
provam que estive ausente.

Eu estou inocente!

Guilherme de  Almeida

sábado, 19 de outubro de 2013

100 anos de amor!

 

 
Soneto de fidelidade
De tudo, ao meu amor serei atento
Antes, e com tal zelo, e sempre, e tanto
Que mesmo em face do maior encanto
Dele se encante mais meu pensamento


Quero vivê-lo em cada vão momento
E em seu louvor hei de espalhar meu canto
E rir meu riso e derramar meu pranto
Ao seu pesar ou seu contentamento

E assim quando mais tarde me procure
Quem sabe a morte, angústia de quem vive
Quem sabe a solidão, fim de quem ama


Eu possa lhe dizer do amor (que tive):
Que não seja imortal, posto que é chama
Mas que seja infinito enquanto dure
Vinícius de Moraes
 

 

quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Prêmio Betinho – Atitude Cidadã 2013 - Homenagem aos catadores de materiais recicláveis


                                           
                                               

VOTE NO SITE ABAIXO:
www.coepbrasil.org.br/premiobetinho

Nesta 6ª edição, 69 catadores (as) de materiais recicláveis e reutilizáveis, de todo o país, concorrem ao prêmio.

Ao votar, cada internauta terá a oportunidade de manifestar apoio à causa dos(as) catadores(as) e ressaltar a urgência da promoção de políticas públicas para a inclusão social desses trabalhadores, como determina a Política Nacional de Resíduos Sólidos (Lei nº 12.305/2010).

O Prêmio Betinho - Atitude Cidadã foi criado em 2008 para homenagear o sociólogo Herbert de Souza, um dos fundadores do COEP - Rede Nacional de Mobilização Social - criada em 1993. 

A Rede é uma das principais articuladoras de organizações públicas e privadas para implementação de iniciativas voltadas para o desenvolvimento sustentável. Reúne, hoje, mais de 1.100 organizações e cerca de 35.000 mobilizadores.

Fonte: COEP Nacional - RJ


sexta-feira, 11 de outubro de 2013

Comemorando um ano do Blogue do Lado Avesso registro os meus agradecimentos!


Hoje, 11.10.13, comemoramos 1 (um) ano de criação deste Blogue do Lado Avesso (inicialmente com o título de Poemas do Lado Avesso). O Blog, a princípio mais literário, acabou se tornando um Blogue Cultural (literatura, música, cinema, artes plásticas, teatro e demais áreas culturais).

Agradeço ao Cassiano que foi o primeiro a dar a idéia da criação do Blog e também ao Tiago que me ajudou a efetivamente criá-lo.  Obrigado também ao Valter por ter sugerido a inversão dos ss na palavra Avesso e ao Mota que ajudou a implementar várias pequenas melhorias no Blogue.

Muito obrigado aos muitos amigos que compartilharam links do Blogue nas páginas do facebook, o que fez muito diferença. não vou citar nomes para não correr o risco de esquecer alguém e porque foram muitos mesmo.

Confesso que não esperava chegar aos resultados abaixo, embora possam não significar tanto para outros blogueiros muito mais visitados. Porém, do meu jeito simples, acredito que já fui longe. 

Por isso agradeço muitíssimo a você leitor(a) destas páginas do Lado Avesso.

Vivendo neste mundo conturbado e em permanentes conflitos, parece-me que o mais importante ficou mesmo do avesso. Daí a razão destas páginas, no intuito de relembrar as coisas mais simples da vida...

Nesse período de 1 (um) ano chegamos aos seguintes dados:
1) 14.050 acessos na página, média de 1.170 acessos por mês;
2) 300 participantes inscritos no Blogue;
3) 119 comentários;
4) 180 postagens publicadas.

A fim de materializar um pouco desses agradecimentos vou sortear e enviar 10 (dez) presentes (entre eles: livros, cd, dvd, camiseta e agenda permanente) para os inscritos no Blogue.

Mais uma vez o meu muito obrigado a cada um de vocês e um grande abraço!

Ismael Machado
Sob os pseudônimos de Fernando Bandeira e William Whitman

quinta-feira, 10 de outubro de 2013

Outro hino feito em homenagem ao nosso Mato Grosso do Sul (11 de outubro - aniversário da criação do Estado)


Quando se é moço
Tudo que se tem
Sai do próprio esforço
Para ser alguém

Nada é impossível
Nada nos detem
Só vai ser preciso
Você querer também

Quanta terra boa
Pra se viver bem
É juntando forças
Que se vai além

Superando crises
Sempre que elas vem
Meu Sul de Mato Grosso
Te quero tanto bem.

Almir Sater

terça-feira, 8 de outubro de 2013

Nômade

Trago comigo um mapa e uma mala,
o mapa não me diz para onde vou,
A mala, que vivo a arrumar e,
devia me conhecer, não me diz quem sou.

Fernando Bandeira

(Imagem: devirnomadeviagem.blogspot.com)

domingo, 29 de setembro de 2013

Aquarela


Numa folha qualquer eu desenho um sol amarelo
E com cinco ou seis retas é fácil fazer um castelo...

Se um pingüinho de tinta cai num pedacinho azul do papel
num instante imagino uma linda gaivota voar no céu...

De uma América à outra eu consigo passar num segundo.
Giro um simples compasso e num círculo eu faço o mundo...

Toquinho



sexta-feira, 27 de setembro de 2013